Bruno Henrique depõe sobre carteira de motorista falsa

Foto: Guito Moreto / O Globo

O atacante do Flamengo Bruno Henrique chegou, às 13h45 desta quinta-feira (12), para prestar depoimento na 16ª DP (Barra da Tijuca) sobre a carteira de motorista falsa apresentada pelo jogador em uma blitz no mês passado.

Laudo da perícia feito pelo Instituto de Criminalística Carlos Éboli atesta que a cédula e o número da Carteira Nacional de Habilitação (CNH) foram forjados.

Ao chegar, o atacante não deu declarações. Ele estava acompanhado do vice-jurídico do clube, Rodrigo Dunshee. Bruno Henrique jogou contra o Barcelona de Guayaquil na noite desta quarta-feira (11).

De acordo com informações da polícia, o jogador poderá ser indiciado por uso de documento falso, que prevê pena de até 6 anos de reclusão.

Garoto de 11 anos espera saída de Bruno Henrique na porta da delegacia — Foto: Gabriel Barreira/ G1

Fã na porta da delegacia

Por volta de 15h20, quando o atleta já prestava depoimento por cerca de 1h30, um pequeno torcedor do Flamengo, um garoto de 11 anos, chegou à delegacia com uma camisa do Flamengo para esperar a saída do atacante e conseguir um autógrafo.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui