Deputado do Amazonas destina verbas e trabalha para o Estado de Goiás

Bôsco Saraiva: deputado amazonense sem expressão, agora trabalha para o estado de Goiás - foto: recorte/arquivo

O deputado federal Bosco Saraiva (SD-AM) sem expressão para o Amazonas, destinou R$ 2 milhões para compra de máquinas agrícolas dentro do ‘esquema apelidado de Bolsolão’ que destinou R$ 3 bilhões de verbas federais em emendas para auxiliar a base de apoio ao governo, no Congresso.

“Bolsolão” é uma referência ao esquema de compra de apoio parlamentar praticado por Bolsonaro, que criou um orçamento paralelo, com desvio de mais de R$ 3 bilhões. O escândalo, é comparado ao dos “Anões do Orçamento” dos anos 1990.

Como parte do esquema, Bôsco, destinou boa parte das emendas à compra de tratores e equipamentos agrícolas por preços superfaturados, que atingiu 259% acima dos valores de referência fixados pelo governo.

Em reportagem do Estadão, Bosco e o seu colega de sigla, Ottaci Nascimento (RR), aparecem enviando dinheiro para compra de máquinas agrícolas ao município goiano, distante de seus redutos eleitorais, a pedido do líder da legenda, Lucas Vergílio (GO).

As máquinas são destinadas a prefeituras para auxiliar nas obras em estradas nas áreas rurais e vias urbanas e também nos projetos de cooperativas da agricultura familiar.

Bôsco ‘justifica’

Se justificando, Bôsco Saraiva afirma que não há irregularidade na destinação de dinheiro e revelou que a compra ainda não foi autorizada. Ele também diz que “fez isso em troca de apoio de colegas do partido à Zona Franca de Manaus (ZFM)”, mas não disse que tipo de apoio era esse.

“Não há nada de errado em solicitar um serviço ao governo em qualquer município do Brasil e, neste caso específico, o pedido dormita no ministério. Não houve autorização de compra”, completou.

Com o AM Post

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui