Inscrições abertas para a 2ª Jornada de Folkcomunicação na Amazônia

Foto: Divulgação

Estão abertas as inscrições para a 2ª Jornada de Folkcomunicação na Amazônia, que ocorre no período de 25 a 29/11, em Manaus e em Parintins. Os interessados podem se inscrever no site: doity.com.br/iijornada/. Para estudantes de instituições públicas a inscrição é gratuita e para os das instituições privadas e profissionais da área custa uma taxa de R$ 10 e R$ 20 respectivamente.

Organizada pelo Grupo de Pesquisa Trokano da Universidade Federal do Amazonas (Ufam), a jornada objetiva promover debates sobre questões relativas às interfaces entre a comunicação, a cultura popular e o desenvolvimento sustentável. O evento conta com apoio da Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado do Amazonas (Fapeam) e faz parte da programação da 16ª Semana Nacional de Ciência e Tecnologia.

O coordenador o GP Trokano e do evento, professor Allan Rodrigues, explicou que a segunda jornada de Folkcomunicação vem consagrar um trabalho que iniciou em 2017 com a primeira jornada e teve um ápice em 2018 com a primeira conferência brasileira na área que aconteceu em Parintins. Isso criou na Amazônia um polo de produção científica sobre a folkcomunicação.

Foto: Divulgação

“A segunda jornada consolida esse polo, reunindo pesquisadores da Amazônia e trazendo gente de fora como o professor Luiz Artur Ferraretto, professor Fábio Corniani que são nomes nacionais e que vem pra Amazônia nos ajudar a fazer esse grande debate”, frisou Rodrigues.

Na programação realizada em Manaus (25 a 27/11) e em Parintins (29 e 29/11), a Jornada vai contar com palestras/mesas redondas, oficinas, minicursos, mostras de curtas metragens e exposições de banners com resultados de trabalhos de conclusão de curso, e concederá aos participantes até 16 horas complementares.

Saiba mais

A folkcomunicação é um termo criado em 1967 pelo jornalista e comunicólogo Luiz Beltrão em sua tese de doutorado na Universidade de Brasília. É uma área científica que estuda a comunicação popular e o folclore na difusão de meios de comunicação de massa.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui