Kofola, a bebida criada na Guerra Fria para competir com a Coca-Cola e a Pepsi

Kofola de diferentes sabores / Foto: Wikimedia Commons

Durante a segunda metade do século 20, na antiga Tchecoslováquia, produtos ocidentais eram difíceis de serem encontrados no Estado satélite, ou possuíam valores elevados devido à inflação. Portanto, o país desenvolveu táticas para comercializar artigos famosos, mas com emblemas nacionais, como foi o caso da Kofola.

A bebida escura e densa se parecia com uma cerveja, mas não tinha teor alcoólico. Na verdade, a Kofola foi criada durante o período da Guerra Fria, com a finalidade de competir com a tradicional Coca-Cola e Pepsi.

Contexto histórico

De acordo com a BBC, o xarope que deu base a curiosa bebida foi inventado pelo cientista Zdeněk Blažek, em meados da década de 1950. Na época, o inventor foi contratado para desenvolver produtos nacionais capazes de competir com o mercado norte-americano.

Kofola, bebida criada na antiga Tchecoslováquia -Foto: Wikimedia Commons

Feito a base de frutas e extratos de ervas, o xarope de Kofo tornou-se uma das alternativas mais viáveis de consumo entre a população da Eslováquia e República Tcheca. Contudo, vale ressaltar que ainda hoje a receita original e completa permanece em segredo.

Na era soviética, produtos ocidentais eram considerados artigos de luxo. Portanto, eram encontrados apenas em algumas lojas estatais e só podiam ser adquiridos por meio de cupons fornecidos pelo Estado.

Nos anos seguintes, a bebida tornou-se popular entre os habitantes da Europa Central. Já entre as décadas de 70 e 80, era comum ouvir fornecedores oferecendo a bebida pela cidade, fato que a tornou atrativa no mercado ilegal.

Na Alemanha Oriental, pelo menos outras 14 marcas passaram a comercializar produtos similares, como Vita Cola, Quick Cola e Kaffee Cola. A República Popular da Polônia, por exemplo, tinha sua própria versão, chamada Polo Cockta. Já a antiga União Soviética criou a Baikal.

Ao contrário do que se pode imaginar, a Kofola não pode ser vista como uma imitação ou falsificação da Coca-Cola ou da Pepsi. Na verdade, trata-se de uma bebida única com fortes referências históricas e culturais.

Kofola, tradicional da antiga Tchecoslováquia / Foto: Wikimedia Commons

Herança cultural

Menos doce que a tradicional Coca-Cola, ainda hoje a bebida histórica é procurada pelos tchecos e eslovacos que vivem no Reino Unido, conforme revelou o diretor da Halusky, Anish Shah, em entrevista à BBC, em 2019.

Na Europa Central, é comum encontrar a bebida em estabelecimentos tradicionais, que fizeram questão de preservar a cor escura e densidade do xarope. De acordo com o diretor, após alguns países aderirem à União Europeia, a empresa chegou a vender mais de 3 mil litros de Kofola por mês, no ano de 2019.

Nos dias de hoje, a bebida criada pela antiga Tchecoslováquia possui uma grande variedade de sabores, sendo conhecida pelo seu gosto delicioso e pela sua importância histórica e cultural.

Fonte: AH

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui