Meu jeito Manaus de ser e crescer

Foto: Reprodução

Gestão fiscal responsável tornou a cidade modelo, repleta de obras e melhor para seus habitantes

Manaus cresceu. Está mais forte e preparada. A gestão que encontrou nos cofres municipais uma dívida de R$ 350 milhões no início de 2013, conta agora com R$ 1 bilhão em caixa para investimentos. Fruto de um trabalho responsável que priorizou, ainda em 2013, o uso da tecnologia para modernização da estrutura tributária e início de uma nova era, baseada em metas e resultados. Um plano que anos depois foi expandido para toda a prefeitura.

Pela transparência e responsabilidade no uso de recursos, Manaus obteve o reconhecimento de grandes instituições nacionais e internacionais, além de órgãos de controle, tornando-se referência para muitas capitais brasileiras. Reconhecimento que também ocorre desde 2014 com a Previdência Municipal. Até o início de 2013, o órgão encontrava-se falido, mergulhado em fundos podres. Hoje, depois de uma série de medidas aplicadas, a Previdência de Manaus é a única entre as capitais a alcançar o nível máximo do Pró-Gestão RPPS, referência no modelo para o país.

O zelo e compromisso com o recurso público levaram Manaus à realização de grandes obras em todas as áreas. A cidade cujas vias acumulavam água em dias de fortes chuvas, agora está mais resistente – fruto de um amplo trabalho de dragagem nos igarapés e drenagens nas vias, cujo resultado é reconhecido pela Organização das Nações Unidas (ONU), como modelo em resiliência. Em oito anos de trabalho, a cidade renovou suas vias com a realização de grandes programas de infraestrutura. Foram mais de 500 quilômetros recapeados desde 2013, por meio do “Quadrilátero da Copa”, “Obras de Verão” e o “Requalifica” em sete etapas, além de outras ações de manutenção das vias. O Distrito Industrial, cujas ruas esperavam há décadas por obras, vive agora uma transformação, recebendo ainda um grande projeto paisagístico, levado também para outros pontos da cidade.

Nos bairros, junto ao asfalto veio também o reforço nas sinalizações das vias e a iluminação a LED. Bairros que, aliás, ganharam creches – agora são 22, viram a educação dar um salto, estando agora entre as dez melhores do país, além da saúde, que se expandiu, chegando hoje em áreas antes consideradas como vazios assistenciais. Um trabalho que em meio à pandemia do novo coronavírus rompeu fronteiras com a criação do Hospital Municipal de Campanha, que salvou a vida de 611 pessoas infectadas. É com ousadia e determinação que Manaus deve continuar avançando, tornando a cidade de um jeito cada vez melhor para seus habitantes.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui