O chefe da Casa Civil pode estar “implorando” para ficar

O governador David Almeida disse ter preferência por Raul Zaidan para a Casa Civil.

Egocêntrico, perseguidor e com mania de auto-promoção em gestões passadas e atuais, alguns servidores estão se mostrando oportunistas quando se trata de conseguir um cargo dentro do governo montado por Davi Almeida.

Isso vem ocorrendo agora na remontagem feita no novo governo, onde algumas autoridades estão se aproximando de Davi Almeida para se autoproclamarem as mais “bem preparadas” e “competentes”, que as outras, para permanecerem nos cargos, na nova gestão.

A turma do quero ficar, iniciou o assédio quando o novo governador decidiu trocar o chefe da Casa Civil, uma das mais importantes se não a mais importante pasta do governo.

O governador David Almeida disse ter preferência por Raul Zaidan para a Casa Civil.

Fontes palacianas afirmam que durante a posse dos novos secretários, na última quarta-feira (10), ocorreu um episódio constrangedor para o procurador José Pacífico, que até fez lobby, bajulou e se ofereceu na tentativa de permanecer no cargo.

Pacífico se posicionou na fileira da frente, gesticulou e se fez chamar a atenção para que Davi Almeida o mantivesse chefe da Casa Civil.

Mas o próprio governador Davi Almeida disse durante a posse, que o nome de sua preferência para o cargo ainda é o do advogado Raul Zaidan, ex-Chefe da Casa Civil no governo anterior, mas, entretanto, ele não aceitou em razão de seus projetos pessoais, o que deixou José Pacífico em uma tremenda saia justa.

As mesmas fontes afirmam que Pacífico é pessoa bajuladora quando quer conseguir determinado objetivo, mas quando não consegue acaba por falar mal do governo, de servidores e de ex-colegas com que até já trabalhou como próprio Davi Almeida, Raul Zaidan, Silvio Costa e Marcus Albano.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui