Operadora é obrigada a melhorar serviços de telefonia em Santa Isabel

Foto: Reprodução/[email protected]

A Promotoria de Justiça de Santa Isabel do Rio Negro recebeu um pedido para obrigar a empresa de telefonia Claro a consertar, trocar e aumentar a quantidade equipamentos na cidade. O objetivo é garantir a melhoria do serviço público de telecomunicação móvel pessoal no município, tanto quanto a conexão e desconexão de voz quanto de dados na tecnologia 4G.

O pedido do Ministério Público do Amazonas (MPAM) inclui, ainda, que a Claro pague indenização por dano moral coletivo pela má prestação do serviço de telefonia móvel em Santa Isabel. Os problemas no serviço de telefonia na cidade geraram um grande número de queixas lavadas ao órgão ministerial.

Além dos diversos relatos de moradores sobre a má qualidade doo serviços de voz e dados, a Promotoria de Justiça realizou testes em diferentes locais da cidade e, entre outros problemas, constatou-se a recorrência de grande dificuldade de efetuar chamadas para telefones móveis ou fixos dentro do Município. A ligação, muitas vezes, não é iniciada ou fica muda; interrupções bruscas em chamadas por perda do sinal de rede; má qualidade de áudio; demora para envio e recebimento de mensagens de texto e precariedade do sinal de internet.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui