Cidades Política

Prefeitura analisa regulamentação do Uber em Manaus, sem prejuízos aos taxistas

Gerente de políticas públicas da Uber no Brasil, Rafael Aloni/Foto: Mario Oliveira / Semcom
Redação I
Escrito por Redação I

A prefeitura já tem em mãos estudos que vão orientar a regulamentação do Uber em Manaus. Uma apresentação com os argumentos técnicos, econômicos e sociais para o uso do aplicativo no serviço de transporte de passageiros foi realizada na noite da quarta-feira, 10, ao prefeito, pelo gerente de políticas públicas da Uber no Brasil, Rafael Aloni. As propostas serão avaliadas em conjunto com a minuta do Projeto de Lei, que prevê a regulamentação da atividade, elaborado pela própria prefeitura, em busca dos pontos de equilíbrio que favoreçam também os taxistas regulamentados.
Durante a apresentação, foram destacados aspectos como a estratégia mundial na utilização de veículos particulares para auxiliar no transporte de passageiros, reduzindo impacto no trânsito e no meio ambiente. O estudo mostrou, ainda, as principais medidas que devem ser adotadas para a regulamentação do Uber em Manaus.

“O Uber é uma realidade mundial e, portanto, está instalado em Manaus. Aqui também estamos apoiando os taxistas, dotando-os de aplicativo semelhante para que a condição aconteça em alto nível e com lealdade. Estamos buscando o ponto de equilíbrio entre o projeto apresentado e a minuta que nós temos para a regulamentação. Vamos ver qual são os pontos convergentes e divergentes, para chegarmos a um ponto de equilíbrio”, disse o prefeito.

Comentários

comentários

Deixe seu comentário