Presidiários participam do primeiro curso de Eletricista Predial na UPP

Internos da Unidade Prisional do Puraquequara (UPP)-Foto: Divulgação/SEAP

Quinze internos da Unidade Prisional do Puraquequara (UPP) iniciaram o curso de Eletricista Predial nesta terça-feira (05/02). Esta é a primeira edição do curso de capacitação profissional em elétrica na unidade, sendo realizado pela Secretaria de Estado de Administração Penitenciária (Seap) e pela empresa de co-gestão, Umanizzare Gestão Prisional.

O curso tem carga horária total de 160 horas, sendo ministradas aulas diárias com três horas de duração. Além disso, o planejamento das atividades destaca o estudo da teoria, seguido da prática com os materiais específicos. A qualificação educacional visa instruir e preparar o aluno para o mercado de trabalho. Os alunos que participarem das aulas ainda são incluídos no sistema de remição de pena da unidade através do estudo.

O curso capacita para diversas atividades relacionadas a instalações residenciais e comerciais, como fiação, cabeamento, instalação de quadros elétricos ou caixa de energia e iluminação, entre outros.

O professor Jones Barreto ministrará as aulas dentro da unidade prisional, apresentando desde a teoria até a prática, além de dar dicas valiosas ao reeducandos. “Os alunos se mostraram bastantes receptivos em relação ao curso. Eles estão bastante otimistas, querendo aprender e exercer a função como prestador de serviço ou autônomo”, comentou.

Internos da Unidade Prisional do Puraquequara (UPP)-Foto: Divulgação/SEAP

Incentivo – Além de ocupar o tempo ocioso dentro das unidades, as atividades do curso agem como meio de ressocialização, incentivando os internos à vida profissional. “É uma oportunidade que eu estou tendo de retomar minha vida, sendo uma forma de eu me capacitar e sair de uma vida de crimes, me tornando um profissional de qualidade”, comentou um dos alunos.

Remição de pena – A remição por meio do estudo está prevista na Lei de Execução Penal, de nº 12.433, na qual o condenado que cumpre a pena em regime fechado ou semiaberto pode remir um dia de pena a cada 12 horas de frequência escolar, caracterizada por atividade de ensino fundamental, médio, inclusive profissionalizante, superior, ou ainda de requalificação profissional.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui