Projeto da Natura incentiva reciclagem em comunidades de Carauari

Foto: Divulgação

Manaus – O impacto causado pela poluição plástica afeta diretamente as comunidades ribeirinhas – os rios são os principais condutores desse tipo de resíduo até os oceanos.
Nesse contexto, a Natura deu início ao projeto “Rios Vivos”, no território do Médio Juruá, estado do Amazonas, com foco na gestão de resíduos e reciclagem de plástico. A iniciativa acontece em um território prioritário da atuação da empresa na Amazônia, e visa estruturar sistemas de coleta seletiva nas comunidades e integrá-las à cadeia de reciclagem de Manaus, com apoio da Cooperativa de Desenvolvimento Agroextrativista e de Energia do Médio Juruá (Codaemj), Associação dos produtores rurais de Carauari (Asproc), grupo de recicladores de Carauari, Prefeitura de Carauari e organizações do território do Médio Juruá.

O projeto piloto será lançado em janeiro no município de Carauari, em parceria com a comunidade do Roque, a maior da região com mais de 400 pessoas, e a primeira a se relacionar com a Natura, há 20 anos, quando teve início o fornecimento de andiroba e murumuru. Na prática, a iniciativa evita que plásticos e outros materiais sejam despejados nos rios ou tenham outra destinação inadequada, como lixões, rios ou queima, e reforça o compromisso da Natura com logística reversa de embalagens. “Além disso, queremos incentivar a conscientização da população e melhorar a gestão dos resíduos e seus impactos na saúde e no meio ambiente, especialmente em regiões que fogem dos padrões encontrados em centros urbanos”, comenta Sergio Talocchi, gerente de Meio Ambiente da Natura.

Ao final de seis meses, a Natura pretende ampliar a ação para outras comunidades do território, envolvendo as 100 famílias que fornecem ativos da biodiversidade amazônica, como andiroba, murumuru e ucuuba. Todos os esforços de coleta seletiva nas comunidades deverão estar conectados com a gestão de resíduos da sede do município de Carauari.

Foto: Divulgação

Os programas de logística reversa e o uso de materiais reciclados estão descritos na Visão de Sustentabilidade 2050 que busca gerar impacto positivo e integram a estratégia da Natura para os próximos anos. Também há sinergia com as três principais causas da empresa – Amazônia Viva, Mais Beleza, Menos Lixo e Impacto social. “Faz parte do nosso compromisso envolver e mobilizar toda a nossa rede de relacionamento, incluindo as consultoras de beleza da cidade para participar de futuras articulações ligadas o tema”, finaliza o executivo.

Mobilização

No início do mês de novembro, a comunidade de Xibauá (também no território do Médio Juruá) recebeu a Gincana Ecológica, realizada pelas unidades de conservação do território e organizações parceiras, como a Natura. O evento teve como principal objetivo a soltura de 50 mil quelônios (tartarugas), fruto de um trabalho de monitoramento que ocorre há mais de 20 anos pelas unidades do território. A fim de sensibilizar e contar sobre a nova iniciativa de coleta seletiva na região, a Natura convidou moradores de seis comunidades para recolher e levar plásticos acumulados em em casa (ao todo, foram coletados 70 Kg de plásticos). Ao final do evento, os plásticos foram levados para o grupo que trabalha com separação de materiais recicláveis na cidade de Carauari e destinados para reciclagem em Manaus.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui