Projeto Pró-menor Dom Bosco abrirá uma unidade na zona Leste

Foto: Robervaldo Rocha – Dircom/CMM

O Instituto Projeto pró-menor Dom Bosco, localizado na avenida João Paulo 1º, bairro Alvorada 2, zona Centro-Oeste de Manaus que atende crianças, adolescentes e jovens de famílias em situação de vulnerabilidade social, há mais de 38, ofertando cursos profissionalizantes e encaminhando para o mercado de trabalho, irá abrir uma nova unidade na zona Leste de Manaus. A informação foi repassada pelo diretor do Instituto pró-menor Dom Bosco, padre Phelippe Bauziere, durante tribuna popular realizada nessa quarta-feira (30/10), no plenário Adriano Jorge, na Câmara Municipal de Manaus (CMM). A tribuna foi proposta pelo vereador Bessa (SD) e contou com a presença da assistente social Valzelene Gomes Torres, do Instituto pró-menor Dom Bosco.

“A Câmara é o lugar de muitas decisões e de sensibilidade, então não podemos esquecer da realidade concreta dos adolescentes e jovens que encontra-se em estado de vulnerabilidade na cidade de Manaus”, ressaltou Phelippe Bauziere.

De acordo com Valzelene Torres, todo ano o programa recebe cerca de 1,2 mil alunos, entre 15 e 23 anos, que tem a oportunidade de se capacitar profissionalmente em 14 diferentes cursos, entre eles o de informática, técnicas de entrevista, auxiliar administrativo, auxiliar de vendas, logística, todos com a duração de dois anos.

Foto: Robervaldo Rocha – Dircom/CMM

“Expus aqui a realidade do pró-menor, com o objetivo de conseguir apoio para dar continuidade nos projetos e cursos ofertados e assim, poder expandir o atendimento aos jovens”, disse a Valzenete.

A assistente social também informou que atualmente existem no pró-menor Dom Bosco 1.500 jovens inscritos, sendo 700 aprendizes e os demais estão participando de curso profissionalizantes.

O vereador Bessa disse que, o objetivo é trazer a existência ao conhecimento dos vereadores e da população para que possam perceber a importância desse projeto para a sociedade. “A tribuna teve o intuito de sensibilizar os vereadores e a população para conseguir recursos, para que o pró- menor continue retirando crianças e adolescentes vulneráveis das zonas próximo ao trafico de drogas, da marginalidade e levar essas pessoas ao mercado de trabalho e transformar a vida desses jovens”, destaca.

Fonte: CMM

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui