Protesto e aviso de greve depois do assalto com ferimento a faca, na linha 307

Vice-presidente dos Rodoviários, Josenildo Mossoró, diz que trabalhadores estão temendo o pior nos assaltos - foto: divulgação

O assalto ao ônibus da linha 307 da empresa Eucatur, com ferimento a faca no motorista Raimundo Silva, por volta das 16:30 horas, dessa quarta feira (06), em frete ao hospital Delfina Aziz, na Zona Norte de Manaus, revoltou motoristas e cobradores que resolveram parar as atividades em protesto contra a falta de segurança nos transportes em Manaus.

Chamado ao local do assalto, o vice-presidente do Sindicato dos Rodoviários, Josenildo Mossoró disse que o número de assaltos a ônibus em todas as Zonas de Manaus tem crescido muito e, que está revoltando os trabalhadores do sistema.

Vice-presidente dos Rodoviários, Josenildo Mossoró, diz que trabalhadores estão temendo o pior nos assaltos – foto: divulgação

Josenildo confirmou que vai chamara a categoria para uma Assembléia Geral, nesse final de semana, para legitimar a greve geral, que o Sindicato está chamando para a próxima semana.

O vice presidente não confirmou a data, mas é certo que vai acontecer a paralisação do sistema de transportes em toda a cidade, até que as autoridades evitem a morte e ferimentos de trabalhadores dos transportes em pleno exercício da profissão.

O golpe de faca sofrido pelo motorista Raimundo Silva da Eucatur – foto: divulgação

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui