STJ mantém afastada desembargadora acusada de vender sentenças no Amazonas

Desembargadora Encarnação das Graças Sampaio continua afastada/Foto: TJAM

O ministro Raul Araújo, do Superior Tribunal de Justiça (STJ), decidiu manter o afastamento da desembargadora Encarnação das Graças Sampaio Salgado, por mais seis meses, de suas atividades do Tribunal de Justiça do Amazonas (TJAM), comunicado que chegou à Corte estadual no final da manhã de hoje, segunda-feira (19).
A magistrada foi afastada em junho deste ano por seis meses, prorrogáveis por mais seis, e o prazo encerrou no último dia 17, sábado.

Desembargadora Encarnação das Graças Sampaio continua afastada/Foto: TJAM

De acordo com o Ministério Público Federal (MPF),  Encarnação  é suspeita de receber vantagem ilícita em troca de decisão judicial como venda de sentenças  e concessão de Habeas Corpus (HC) aos integrantes da organização criminosa Família do Norte (FDN).Ela foi alvo de investigação na Operação “La Muralla”, da Polícia Federal.

Na decisão (processo nº 2015/0303929-3), o ministro prorrogou o prazo alegando que persistem razões para o afastamento e, também, por se tratar de uma investigação complexa.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui