Vetoquinol Saúde Animal alerta produtores sobre doenças respiratórias em bovinos

Foto: Divulgação

As doenças respiratórias em bovinos são comuns, principalmente nessa época do ano e podem causar sérios prejuízos à pecuária, principalmente porque tiram o animal do seu sistema produtivo normal. De acordo com Antonio Coutinho, gerente de produtos de animais de produção da Vetoquinol Saúde Animal, o custo de um dia do animal em tratamento significa um dia a menos de ganho de peso.

As principais causas das doenças respiratórias em bovinos estão ligadas a diversos fatores, como estresse no transporte e comercialização; frio e baixa umidade; interação entre os animais; manejo de castração e mochação; status nutricional e outros. Dentre as espécies mais comuns de bactérias, estão Pasteurella (Mannheimia) haemolytica, Pasteurella multocida e Histophilus somni, sendo a Mannheimia haemolytica a mais frequentemente associada às doenças respiratórias. “Os pecuaristas devem estar atentos aos principais sintomas, como febre, baixa conversão alimentar, queda no ganho de peso, pelos arrepiados, secreções nasais e chanfro quente ou seco em fases mais críticas. O tratamento deve ser realizado com o uso de antibiótico de início e pico de ação rápido, proporcionando eficiência no tratamento e retorno rápido à produção”, destaca o especialista da Vetoquinol.

Antonio Coutinho ressalta que os confinamentos são os mais afetados. “Isso acontece pois há diversos fatores, como estresse no transporte, adaptação do animal à nova dieta, época seca, muita poeira e baixa umidade, alta taxa de lotação e proximidade entre os animais, favorecendo o aparecimento das doenças respiratórias”, explica.

Como prevenção, é necessário realizar práticas de limpeza em geral, rondas sanitárias, além da separação dos animais em grupos menores de acordo com a idade, boa ventilação para evitar umidade, estar atento à temperatura, regularidade na dieta e, em caso de animais com a doença, realizar isolamento.

 

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui