Viver mais de 900 anos como Adão, Matusalém, Moisés

Foto: Reprodução

A Bíblia relata que nos tempos antigos as pessoas viviam muito mais, em alguns casos quase mil anos. Será que isso é verdade ou possível? As pessoas nos tempos bíblicos realmente viviam tanto tempo assim? E que importância tem isso para nós hoje?

Pessoas que viveram muito tempo

O livro bíblico de Gênesis fala de sete homens que viveram mais de 900 anos. Todos nasceram antes do Dilúvio dos dias de Noé. Eles foram: Adão, Sete, Enos, Quenã, Jarede, Metusalém e Noé. (Gênesis 5:5-27; 9:29) Talvez a maioria das pessoas não tenha ouvido falar desses homens, mas todos estavam entre as primeiras dez gerações da história humana. Metusalém é bem conhecido por ter vivido mais do que todos: um recorde de 969 anos!

A Bíblia menciona pelo menos outras 25 pessoas que também viveram mais tempo do que é comum hoje. Algumas delas viveram 300, 400, até mesmo 700 anos ou mais. (Gênesis 5:28-31; 11:10-25) Para muitos, porém, relatos bíblicos de pessoas que viveram tanto tempo não passam de mitos. É realmente assim?

Adão, aos 130 anos, no ano 3977 a.C. gerou a Sete (Gn 5:3). Noé, Sem, Cam Jafé são descendentes de Sete.

Com Sete inicia-se a civilização.

Os judeus, nos dias dos Apóstolos, bem como os primeiros cristãos, acreditavam que a civilização duraria 6000 anos.

6000 anos, da geração de Adão, serão finalizados em 2023.

A seguir, expomos a Cronologia Bíblica, dos fatos históricos narrados pela Bíblia, de 4107 a.C. quando Adão e Eva foram criados

4107-3177 0000-0930 Adão viveu 930 anos ……..(Gn 1 e 2)
3977-3065 0130-1042 Sete “ 912 “ …(Gn 4:25 , 5:3-8)
3872-2967 0235-1140 Enos ” 905 “…(Gn 4:26 , 5:6-11)
3782-2872 0325-1235 Cainã “ 910 “ ………. (Gn 5:9-14)
3712-2817 0395-1290 Maalaleel “ 895 “……… (Gn 5:12-17)
3647-2685 0460-1422 Jerede ” 962 “ ……….(Gn 5:15-20)
3485-3120 0622-0987 Enoque: “ 365 “ ……… (Gn 5:18-24)
3420-2451 0687-1656 Matusalém “ 969 “ …….. (Gn 5:21-27)
3233-2456 0874-1651 Lameque: “ 777 “ ……….(Gn 5:25-31)
3051-2101 1056-2006 Noé ” 950 ” . (Gn 5:28-32 ,9:29)
2451-2450 1656-1657 dilúvio universal ….. (Gn 7:6-24 , 8:1-14)

Mito ou registro confiável?

Segundo certo documento publicado pelo Instituto Max Planck de Pesquisa Demográfica, na Alemanha, pesquisadores confirmaram a idade da senhora Calment, já mencionada, por reunir algumas “declarações simples e comprováveis” feitas por ela. Essas declarações tinham a ver com ela ou seus parentes na época em que certos acontecimentos ocorreram. O que ela disse foi então comparado com registros civis, públicos e religiosos, também com artigos de jornal e censos demográficos. É interessante notar que, apesar de ter sido impossível verificar cada detalhe, a evidência direta e indireta disponível possibilitou confirmar a idade dela.

O que dizer dos relatos da Bíblia? Será que há provas de que eles são confiáveis? Com certeza! Embora nem todos os detalhes tenham sido confirmados por fontes seculares disponíveis, as evidências têm mostrado vez após vez que o registro bíblico é confiável do ponto de vista histórico, científico e cronológico.* Isso não é de surpreender, pois a própria Bíblia diz: “Que Deus continue a ser verdadeiro, mesmo que todas as pessoas sejam mentirosas.” (Romanos 3:4, Bíblia na Linguagem de Hoje) De fato, sendo um livro ‘inspirado por Deus’, a Bíblia não contém mitos. — 2 Timóteo 3:16.

Moisés, que sob a orientação de Jeová Deus escreveu o Pentateuco, ou os primeiros cinco livros da Bíblia, é conhecido como um dos homens mais influentes e respeitados da história humana. Os judeus o consideram o maior de todos os seus instrutores. Para os muçulmanos, ele é um de seus maiores profetas. Para os cristãos, Moisés é um precursor de Jesus Cristo. Não seria razoável concluir que podemos confiar nos escritos desse importante personagem histórico?

O tempo era contado de forma diferente?

Alguns dizem que o tempo era contado de forma diferente naqueles dias e que o que chamavam de ano era na verdade mês. Mas uma análise do relato de Gênesis não deixa dúvidas de que as pessoas naquela época tinham o mesmo conceito de tempo que nós temos hoje. Veja dois exemplos. O relato do Dilúvio diz que as chuvas começaram quando Noé tinha 600 anos de idade, “no segundo mês, no dia dezessete do mês”.

Depois diz que as águas cobriram a Terra por 150 dias e que “no sétimo mês, no dia dezessete do mês, a arca veio a pousar nos montes de Ararate”. (Gênesis 7:11, 24; 8:4) Portanto, o relato mostra que um período de cinco meses — do 17.º dia do segundo mês ao 17.º dia do sétimo mês daquele ano — equivale a 150 dias. Fica claro que a afirmação de que um ano era na realidade um mês não tem nenhuma base.

Agora veja outro exemplo. Segundo Gênesis 5:15-18, Malalel se tornou pai aos 65 anos, viveu mais 830 anos e morreu com 895 anos. Seu neto Enoque também foi pai aos 65 anos. (Gênesis 5:21) Se um ano fosse realmente um mês, esses homens teriam sido pais com apenas cinco anos. Isso faz sentido?

A arqueologia também fornece evidências que apoiam as declarações da Bíblia a respeito de pessoas que viveram muito tempo. Sobre o patriarca Abraão, a Bíblia diz que ele era da cidade de Ur, que mais tarde residiu na cidade de Harã e depois na região de Canaã, e que lutou com Quedorlaomer, rei de Elão, e o derrotou. (Gênesis 11:31; 12:5; 14:13-17) Descobertas confirmaram a existência desses lugares e pessoas. A arqueologia também ajudou a esclarecer algumas características das terras e costumes das pessoas relacionadas a Abraão. Visto que essas declarações bíblicas a respeito de Abraão são exatas, por que duvidar que ele viveu 175 anos? — Gênesis 25:7.

Fonte: TOP Buzz

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui