Brasil volta a fazer parte do Conselho de Segurança da ONU

Foto: Divulgação/ONU/Rick Bajornas

O Brasil foi eleito nesta sexta-feira, 11, como membro rotativo do Conselho de Segurança da ONU pelo próximo biênio (2022-2023). Será a 11ª vez que o País integrará o órgão responsável pela manutenção da paz e da segurança internacional. A vaga ocupada pelo país é do grupo da América Latina e Caribe e no biênio anterior era ocupada por São Vicente e Granadinas.

O Conselho de Segurança é composto por cinco membros permanentes com direito a veto: Estados Unidos, China, Rússia, Reino Unido e França, e por dez integrantes rotativos, eleitos para mandatos de dois anos cada um. Nas eleições que ocorreram nesta sexta, em Nova York, durante a 75ª Assembleia Geral das Nações Unidas, o Brasil recebeu 181 votos para compor o conselho.

A última vez que o Brasil participou do órgão foi em 2011, ainda na gestão de Dilma Rousseff. Segundo o Itamaraty, “o resultado reflete o reconhecimento da histórica contribuição brasileira para a paz e a segurança internacionais”.

Além do Brasil, Albânia, Emirados Árabes Unidos, Gabão e Gana também foram eleitos. O Ministério das Relações Exteriores disse, em nota, que, como membro rotativo, o Brasil pretende “fortalecer as missões de paz da ONU e defender os mandatos que corroborem a interdependência entre segurança e desenvolvimento”.

 JP

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui