IMMU e Sindespecial fazem acordo para combater a ‘pirataria’ no Distrito Industrial

Presidência do Sindespecial se reúne com a presidência do IMMU par por fim aos piratas no DI - foto: Gabriel Guimarães

Empresas ‘piratas’ dos transportes de trabalhadores para o Distrito Industrial, em Manaus, terão um ingrediente a mais para desistirem dessa atividade criminosa e ilegal.

Além do combate do Sindicato dos Trabalhadores em Transportes Especial (Sindespecial), entrou na fiscalização contra os ‘piratas’, a partir de hoje (26), o Instituto Municipal de Mobilidade Urbana (IMMU), que chega com poder de fogo para acabar com a atividade criminosa nesse setor.

O acordo foi firmado entre o presidente do Sindespecial, William Enock e o presidente do IMMU, Paulo Henrique, em uma reunião ocorrida hoje (26) no órgão.

Conforme disse o vice-presidente, Gabriel Enock, a direção do Sindepecial expos o alto índice de empresas clandestinas fazendo o transporte Especial, o perigo dessa atividade no setor e o presidente do IMMTU entendeu a necessidade urgente de implantar uma fiscalização mais severa no Distrito Industrial.

As empresas, ‘piratas’, operam na ilegalidade, sem cumprir a Convenção Coletiva de Trabalho (CCT) e em total desacordo com o Sindicato da categoria. “Pedimos mais fiscalização para o IMMU, que prometeu atuar em parceria com o Sindicato no combate à pirataria”, acentuou o vice-presidente Gabriel Enock.

Ou seja, a fiscalização aos piratas será mais intensa a partir desse acordo firmado com o órgão de fiscalização de trânsito em Manaus. Conforme disse o presidente da categoria William Enock, as manifestações e protestos ocorridos até hoje, serão transformadas em fiscalizações e multas, pesadas, aos piratas.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui