Invasores criam novo foco irregular de ocupação nas margens de igarapé

Foto – Divulgação / Semmas

A fiscalização ambiental da Prefeitura de Manaus, juntamente com os órgãos que compõem o Grupo Integrado de Prevenção às Invasões de Áreas Públicas (Gipiap), sob a coordenação da Secretaria de Estado de Segurança Pública, realizaram na manhã desta quarta-feira, 4/3, a retirada de 87 armações de barracos, em mais um foco de ocupação irregular iniciado na cidade. O local escolhido pelos invasores foi a Área de Preservação Permanente (APP), do igarapé da Ponte da Bolívia, no Santa Etelvina, zona Norte. Há indícios de que os invasores sejam remanescentes da recém-desarticulada invasão Monte Horebe.

A operação contou com a participação da Secretaria Municipal de Meio Ambiente e Sustentabilidade (Semmas), Instituto Municipal de Planejamento Urbano (Implurb), Secretaria Municipal de Infraestrutura (Seminf), Superintendência Estadual de Habitação (Suhab), Gabinete de Gestão Integrada do Estado (GGIE), Batalhão de Policiamento Ambiental, Força Tática da Polícia Militar do Amazonas, Corpo de Bombeiros e Amazonas Energia.

Foto – Divulgação / Semmas

O foco foi identificado pela Polícia Militar e informado aos demais órgãos pela SSP-AM. A área invadida está localizada na rua 4 de Julho, esquina com a 7 de Maio, no Santa Etelvina, a cerca de 100 metros da avenida das Flores.

Segundo ele, a área continuará sendo monitorada para evitar novas investidas. Esse é o terceiro foco novo de ocupação irregular em área protegida, registrado este ano.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui