PDT faz reunião como ‘pano de fundo’ para a expulsão de Adjunto Afonso

Adjunto Afonso era a aposta do PDT no legislativo... falhou - foto: recorte/arquivo

A executiva estadual do PDT no Amazonas vai se reunir nessa quinta feira (08) para deliberar sobre assuntos de ordem interna, entre eles: a parte financeira, de formação política dos candidatos, definição de calendário de visitas às comunidades, entre outros.

No entanto, a reunião estará servindo de ‘pano de fundo’ de uma pauta bastante polêmica colocada para ser analisada e deliberada pelo Conselho de Ética, questionando a permanência de membros nocivos aos interesses da agremiação política no Estado.

Ou seja, inevitavelmente, irão discutir a expulsão do deputado Adjunto Afonso das fileiras do PDT por cometido uma ‘derrapada’ na votação que congelou os salários dos funcionários públicos do Estado até 2021. “Qualquer deputado poderia ter votado a favor da propositura do Governo, mas não o Adjunto Afonso, que é deputado da ala trabalhista”, sentenciou o Secretário de comunicação Paulo Onofre.

O PDT caminha a passos largos para o bloco pesado da oposição ao governo do Amazonas, mas como Adjunto sempre foi governista, ele terá muita dificuldade de marchar com a ala oposicionista do partido. “Adjunto é secretário geral do partido, não pode sequer alegar que não sabia sobre o estatuto”, acrescentou Onofre.

Por outro lado, o presidente nacional do PDT, Carlos Lupi, deixou claro que não aceitaria insubordinação nas regionais. Que, quem infringisse as regras seria afastado sumariamente do partido, evidente, depois de ser submetido ao martelo do Conselho de Ética.

Paulo garantiu no entanto, que o parecer do Conselho de Ética só será levado ao conhecimento público em uma plenária, a ser agendada para uma data ainda não anunciada.

Enquanto isso, Adjunto Afonso continua filiado ao PDT e líder do partido na Assembléia Legislativa do Amazonas (Aleam). Ou seja, Adjunto mesmo com pelos menos cinco pedidos de afastamento nas costas, continua falando e deliberando em nome do partido no Estado.

Paulo Onofre diz que dificilmente Adjunto Afonso escapa da degola – foto: arquivo

Reunião da Executiva

A pauta da reunião da executiva estadual do PDT Amazonas nessa quinta feira (08), está assim definida:

1. Definição de data e organização pela Secretaria de Formação Política Estadual , do curso intensivo de formação política para candidatos e agentes políticos;
2. Definição do calendário do projeto “PDT nas Comunidades”;
3. Avaliação, ações e possíveis alterações na gestão da Fundação Alberto Pasqualini/Leonel Brizola;
4. Apresentação do projeto financeiro do PDT pela tesouraria do partido;
5. Pronunciamento da comissão de ética em relação a possível ato de infração partidária decorrente do voto do Deputado Estadual pelo PDT;
6. Informes, o que houver. (Aqui é que entra os pedidos de expulsão do deputado Adjunto Afonso).

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui