Completo, São Paulo abre semifinal contra os colombianos do Atlético Nacional

Goleiro Rogério Ceni, uma arma dos paulistas/Foto: Rubens Chiri

Goleiro Rogério Ceni, uma arma dos paulistas/Foto: Rubens Chiri
Goleiro Rogério Ceni, uma arma dos paulistas/Foto: Rubens Chiri

No Campeonato Brasileiro, apesar da boa campanha e da vice-liderança, as chances de título do São Paulo estão cada vez menores. Por isso, antes desprezada, a Copa Sul-Americana virou a grande chance de o time terminar 2014 como campeão, e o primeiro dos quatro passos necessários será dado hoje, quarta-feira, às 20h00 (horário de Manaus), contra o Atlético Nacional, da Colômbia, no estádio Atanasio Girardot, em Medelim.

Depois de iniciar as séries contra Huachipato e Emelec jogando em casa, desta vez o Tricolor será visitante na primeira partida. Mas isso não mudará a estratégia do técnico Muricy Ramalho. Com força máxima à disposição, o treinador manterá o estilo ofensivo, principalmente porque sabe da importância de marcar na casa do adversário.

O Atlético Nacional vive momento parecido com o São Paulo e também se divide em duas competições. No domingo, o time perdeu para o Independiente de Santa Fé, por 2 a 1, pelo quadrangular final do torneio Finalización do Campeonato Colombiano, mas segue firme na luta pelo quarto título consecutivo. O técnico Juan Carlos Osorio pede que o estádio se transforme num caldeirão. A torcida promete fazer sua parte, tanto que a expectativa é que os 44 mil ingressos colocados à venda sejam comercializados.

O uruguaio Daniel Fedorczuk apitará a partida, auxiliado pelos compatriotas Carlos Pastorino e Gabriel Popovits.

As Equipes

Atlético Nacional: Juan Carlos Osorio resolveu fazer suspense e fechou o treino que antecedeu a partida. O time, que normalmente atua no 4-3-3-, poderá mudar para o 4-4-2, com a saída do atacante Copete e a entrada do meia Cardenas. A tendência é que a equipe entre em campo com: Armani, Najera, Henríquez, Murillo e Diaz; Bernal, Arias, Cardona e Cardenas (Copete); Guisao e Ruiz.

São Paulo: Muricy Ramalho vai esperar pela chegada de Alvaro Pereira, que estava a serviço da seleção do Uruguai, para definir se o camisa 6 irá jogar. Se não atuar, Michel Bastos atuará na ala. Souza, que reclamou novamente de dores no púbis, viajou com a delegação e, mesmo sem estar 100%, vai para o jogo. O time entrará em campo com: Rogério Ceni, Hudson, Rafael Toloi, Edson Silva e Alvaro Pereira (Michel Bastos); Denilson, Souza, Paulo Henrique Ganso e Kaká; Alan Kardec e Luis Fabiano.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui