Amazonas Destaques Formal & Informal

Candidato do PSDB Geraldo Alckmin coloca Arthur Neto no seu devido lugar

Governador de São Paulo, Geraldo Alckmin, manda Arthur Neto, ficar fora das prévias do PSDB.
Redação
Escrito por Redação

Tanto pediu que agora o prefeito Arthur Neto vai ter que enfrentar todo o poder e a influência do governador Geraldo Alckmin e de toda a cúpula de seu partido, o PSDB. Enfim, o preferido do partido colocou o prefeito de Manaus no seu devido lugar.

De acordo com publicação neste fim de semana do portal “Estadão”, partiu de Alckmin a iniciativa de desafiar o prefeito de Manaus a enfrentá-lo nas prévias do PSDB, para a escolha do candidato do partido à Presidência da República, em 2018.

Em outras palavras, o governador de São Paulo, Geraldo Alckmin, manda Arthur Neto ficar de fora das prévias do PSDB.

Se as coisas estavam ruim, agora ficaram piores para Arthur Neto, que tinha usado a grande imprensa do Sul e Sudeste do país, para “plantar” a intenção de lançar sua propensa candidatura à Presidência da República.

Arthur sabia que suas chances eram mínimas, por saber que enfrentaria resistência dos poderosos e influentes “caciques” do PSDB como o próprio Alckmin, Tasso Jereissati, Fernando Henrique Cardoso e João Dória, agora ele sabe que a possibilidade de ser candidato a presidente do Brasil se reduz a Zero.

Evento cancelado

Às pressas, Arthur cancelou um evento que estava sendo programado para acontecer nesse fim de semana no Dulcilas Festa, no qual anunciaria, oficialmente, que seria candidato a Presidente.

De acordo com o “Estadão”, Arthur cancelou tudo depois que Alckmin teve a iniciativa de ligar para ele, e após longa conversa, o governador de São Paulo disse com todas as letras que aceitaria disputar as prévia do PSDB com ele. Ainda segundo o “Estadão”, Alckmin foi mais além, aconselhou Arthur a desistir dizendo que ele não tem chance alguma de enfrentá-lo nas prévias.

Conchavos

Arthur estava de conchavos com o Presidente Temer, que chegou a prometer que apoiaria Arthur em suas pretensões, só que em troca, Temer queria que Arthur tomasse algumas decisões que desagradam a cúpula do PSDB, como conseguir votos dentro do partido para votar a favor das Reformas da Presidência.

Comentários

comentários

Deixe seu comentário